top of page

Nova pesquisa sobre Guaiacol e GENE-UP® PRO ACB

Convidamos a ler o artigo científico:

Detection of Alicyclobacillus spp. and Identification of Guaiacol Production Using the GENE-UP® PRO ACB, IFU Method No. 12, and Cosmo BioAssays


Os métodos qualitativos GENE-UP® PRO ACB e IFU são sistematicamente eficientes para a detecção de Alicyclobacillus.

  • A produção de guaiacol pode ser avaliada mediante aos ensaios do GENE-UP® PRO ACB ou Cosmo Bio.

  • Algumas espécies de Alicyclobacillus não são detectadas pelos métodos IFU.

  • As condições ótimas de crescimento do gênero Alicyclobacillus podem variar de acordo com cada espécie, influenciando as taxas de recuperação.



Resumo do trabalho

Algumas espécies de Alicyclobacillus deterioram a qualidade das bebidas ao produzir guaiacol. Os métodos atuais baseados em cultivo detectam a presença de Alicyclobacillus spp. e um ensaio posterior com peroxidase determina se o isolado pode produzir guaiacol. No entanto, esses métodos consomem muito tempo e podem resultar em falsos-negativos devido às diferenças de condições ótimas de crescimento entre as espécies. O objetivo do presente estudo foi comparar o GENE-UP® PRO ACB, baseado em RT-PCR, com os métodos de Enumeração e Pesquisa da Metodologia IFU nº 12. Foram detectadas dez espécies de Alicyclobacillus utilizando o ensaio de RT-PCR, ao passo que as espécies A. dauci e A. kakegewensis não foram detectadas em nenhum dos protocolos IFU. Foram testadas concentrações baixas (1-10, 10-100 e 100-1000 UFC/10 mL) de A. acidoterrestris, A. suci e A. acidocaldariu em cinco matrizes. A proporção de amostras positivas identificadas com o ensaio de RT-PCR (62/84) e com o protocolo qualitativo da IFU (62/84) não se diferenciou significativamente da proporção de amostras inoculadas (63/84). No entanto, o método de Enumeração (32/84) detectou estatisticamente menos resultados positivos. Ademais, foram comparados os métodos de identificação de produção de guaiacol. A proporção de produtores de guaiacol corretamente identificados utilizando o ensaio de RT-PCR (51/63) não foi significativamente diferente dos identificados com o teste Cosmo Bio de 3h (54/63). Por fim, foram analisadas quatro amostras comerciais de suco de laranja e solução de sacarose. Nas quatro amostras foram identificados Alicyclobacillus spp. utilizando os métodos de RT-PCR e o protocolo Qualitativo da IFU, mas não foram detectados com o método de Enumeração.


64 visualizaciones0 comentarios

Entradas Recientes

Ver todo
bottom of page